Sábado, 01 de Setembro de 2012


publicado por monge silésio às 20:10

 

Há sempre encontros que nos levam a uma curta e incisiva reflexão.

Uma serpente alada, uma serpente capaz de voar, ou seja, que não só ultrapassou a condenação do eterno rastejar como adquiriu (ou readquiriu?) mãos e asas que lhe permitem erguer-se para o infinito, o céu, o aparentemente impossível...



publicado por monge silésio às 17:04
 
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12

16
17
18
19
21
22

23
24
25
26
27
28