Domingo, 29 de Setembro de 2013

Há conversas giras, fúteis, divertidas.

O tempo passa, exercita-se o maxilar, bebe-se dos outros e do que pedimos, esquecê-las é um instante de um futuro próximo. Exercita-se a memória “ram”. .

Mas há conversas que francamente me põem surpreendido.

 

Surpreendido porque no passado alguém o disse justificadamente, recebendo insulto, como por aqui é moda e é da excelência da iliteracia vigente há mais de 20 anos;

Surpreendido porque o vómito vem de gente que recebeu muitos milhares de euros de educação gratuita e portanto teve tempo para perceber que…nada é gratuito. A simples defesa de “direitos” à solta, a sua descrição arquitectónica (argumentação) ao nível da massa jurídica correspondia àquele passo do póquer chamado “bluff” … um reaça, habituado ao insulto e à conversa gira, sabe que muitos aderem à moda sem pensar, e só por má fé se acredita no que se afirma.

 

Não era debate na Europa, a insustentabilidade da segurança social? (há mais de 30 anos…)

Sim, e o que os actuais reformados andavam a fazer? Conversas giras, querem ver?!

 

Não é um facto que a globalização iniciada nos idos anos 90 importa uma repercussão nas trocas, e assim dos preços, e assim do factor trabalho?

Sim, e o que os actuais trabalhadores pensavam? Conversas giras, querem ver?!

 

A aderência dos países de Leste ao capitalismo foi na década de 90, tais países possuem gente mais qualificada e herdaram a disciplina na aprendizagem da língua e da aritmética, a pensar sobre o pensamento e a discorrer sobre o real das ideias; aqui, todos quiseram um carro novo, educação fácil, auto-estradas e futebol, e conversas giras…

 

Pensar que as expectativas vão ser cumpridas só porque um tiranete assinou uma lei para comprar votos, sem procurar garantir o cumprimento efectivo das promessas é também uma forma de demissão cívica. Demissão essa protagonizada por nós ao aderir a ideias sem o mínimo de fundamento.Demissão essa ao votarmos nesses moderados, "acentrados" que fingem ser oposição de ambos.

 

Ao povo que hoje vota : “quereis novas mentiras?”

 



publicado por monge silésio às 11:03
 
Setembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

30