Segunda-feira, 18 de Março de 2013

 

1.Vitor Gaspar não levou o país à bancarrota, porque ele já lá estava quando assumiu funções, nem dispôs de meios faraónicos para o recuperar, mas emprestou o seu nome a uma estratégia de recuperação que não podia resultar. E disso é inquestionavelmente responsável.

2.Logo no início de funções deste Governo, deveria ser feito corte na DESPESA (extinguir autarquias, fundações, alteração de clausulas contratuais por alteração das circunstâncias à base dos contratos de concessão, despedir, liberalizar o licenciamento industrial). Não foi feito, e agora a malta está muito mais emocionada. Pudera! Violou-se a propriedade. E agora já compreendem o ser e o ter? E lembram-se do "ser acima do ter" e linguagem parecida do país mágico?



publicado por monge silésio às 13:43
 
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
16

23

24
26
27
28
30

31