Sexta-feira, 04 de Janeiro de 2013

Quando o presidente socialista François Hollande assumiu funções, rapidamente concretizou a sua promessa de aumentar a taxa máxima de imposto sobre o rendimento: o regime passava agora a confiscar três dos quatro dólares que os franceses melhor sucedidos ganham.

 

Depardieu pôs a sua mansão de Paris à venda, atravessou a fronteira para a aldeia belga de Nechin, entregou o seu passaporte francês e vai renunciar à cidadania francesa. Uma pequenina comunidade de franceses já reside em Nechin, a um quilómetro fora do alcance da polícia fiscal de Hollande.

 

A revolução americana nasceu de uma rebelião fiscal contra a Lei do Selo, contra as tarifas aduaneiras de Townshend [primeiro-ministro inglês à época] e contra o imposto sobre o chá que conduziu à formação do Boston Tea Party.

 

Quem escreveu "TaxMan" na década de 60?

 

Sean Connery, o primeiro "James Bond", saiu da Grã-Bretanha na década de 1960 para a Espanha e Bahamas. Na década de 1970, o seu sucessor como 007, Roger Moore, também escolheu o exílio fiscal no Mónaco. Naqueles anos de taxas confiscatórias de imposto em Inglaterra, os Rolling Stones mudaram-se para o sul de França.

O que nos ensina isto?

Que o socialismo, a redistribuição coerciva do rendimento e da riqueza daqueles que os produzem para aqueles que não o fazem, eventualmente obriga um homem a escolher entre ele e a sua família - e o seu governo.

O socialismo cria e exacerba um conflito de lealdades. Um regime que se apodera de três em cada quatro dólares do que um homem ganha é um inimigo do que o homem trabalha para conseguir para si próprio e para a sua família.

Mitt Romney foi castigado por manter contas bancárias nas Ilhas Caimão, nas Bermudas e na Suíça. E no entanto, inúmeras empresas dos EUA não repatriam lucros do estrangeiro para fugir aos impostos dos Estados Unidos.

Os californianos fogem para o Nevada, para o Arizona, para o Idaho e para o Colorado, para escapar aos impostos do Golden State [Califórnia]. Serão eles desleais para com o seu estado de origem, ou estarão a fazer o que está certo pelas suas famílias, a sua primeira responsabilidade?

Pode um homem amar o seu país e odiar o seu governo? Claro que sim. Pergunte-se a Alexander Solzhenitsyn. Pergunte-se aos patriotas de 1776.

Quando um Poder maltrata quem produz, quem recebe por isso, e com mérito universalmente reconhecido, das duas uma: saír do âmbito de quem rouba ou ... do cano do revólver.



publicado por monge silésio às 16:39
 
Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

15
18

21
22
23
25
26

27
29
30
31