Terça-feira, 26 de Junho de 2012

 

As bocarras das elites eleitas  que constituíram o discurso "nunca mais antigamente" havia fome, a sardinha a quatro, e que o português contentava-se com uma sopa de nabiças (nossas), um chouriço (nosso) e um pedaço de pão (de trigo português)... todos de "peito feito"  (à direita paroquial e fraca de espírito, à esquerda pacifista e relativista) do "nunca mais".

E esta gente, pouco dada ao espírito, servil de tempera,

 sentia-se rica, "europeia" e "branca". Finalmente, acordámos e ... estávamos na miséria. 40º na praia...



publicado por monge silésio às 21:54
Domingo, 24 de Junho de 2012

http://expresso.sapo.pt/demoramos-5-anos-a-executar-uma-divida-mas-a-culpa-e-da-merkel=f734482



publicado por monge silésio às 23:16
Domingo, 24 de Junho de 2012

 No mundo em que a informação se encontra totalmente mercantilizada, e não podendo invocar nem uma legitimidade eleitoral (como os políticos) nem uma legitimidade técnica (como a opinião pública [através das sondagens, ou o estudo próprio...porque não há], a fonte da legitimidade jornalística aparece, sem dúvida, cada vez mais opaca: ela vem de onde, representa quem, responde perante o quê...?



publicado por monge silésio às 23:04
Domingo, 17 de Junho de 2012

"

(...)

[N]othing is more senseless than to base so many expectations on the state, that is, to assume the existence of collective wisdom and foresight after taking for granted the existence of individual imbecility and improvidence."



publicado por monge silésio às 17:40
Sábado, 16 de Junho de 2012

Faleceu Roger Garaudy.

Li seu livro "Apelo aos Vivos" na adolescência.Tive sempre vontade de o comprar. Nunca o encontrei. Guardo com muito carinho os livros que me constroem. O exemplar que li fazia parte da Biblioteca da Gulbenkian, no burgo em que vivi mais de vinte anos. Nele, o pensador retirava o melhor de cada uma das grandes transcendências (cristianismo, judaísmo, hinduísmo...). Do judaísmo, retirava Garaudy a lei, o que une um povo, mesmo sem terra. Retive. E retive também, tendo-o presente, que das mundividências religiosas, retira-se o de mais profundamente humano...



publicado por monge silésio às 00:03
Quinta-feira, 14 de Junho de 2012

Respigando...aqui e acolá...

1.É erro impôr aos contribuintes o pagamento de licenciaturas alheias como estabelecer uma ligação directa entre uma licenciatura e a sua empregabilidade passada, presente ou futura.

2.Inspeções às casas com menores de 4 anos?!

3.Setor da construção civil:..um engenheiro civil, um arquitecto ou um pedreiro não se transformam em informáticos e costureiras do dia para a noite... mesmo que o nível salarial já esteja baixo. Este factor será refletido, e parcialmente aliviado, pela emigração...

4.Pé ante pé, até à infantilização do indivíduo. Não se esqueçam ... são apenas conselhos (que se chamam de leis, agora)por burocratas que apenas desejam o nosso bem...estar.



publicado por monge silésio às 11:27
Terça-feira, 12 de Junho de 2012

..."a loucura tem de acabar": "a França já contribuiu com dezenas de mil milhões para empréstimos à Grécia, Irlanda, Portugal e Espanha e toda a gente sabe que eles nunca reembolsarão", disse Marine Le Pen.

...a questão não é se gostamos ou não da frase. A frase não é dirigida a nós, é dirigida a centenas de milhares de europeus que votam. 



publicado por monge silésio às 11:43
Segunda-feira, 11 de Junho de 2012

Quando se diz que estão por julgar, nos tribunais administrativos e fiscais, 7 mil milhões de euros...a falácia é evidente.

Os 7 mil milhões de euros respeitam ao chamado valor processual, que representa o montante do processo em disputa – bem diferente do valor dos impostos que estão em causa.

 

Para se ilustrar a diferença, tome-se um dos exemplos usados pelo presidente do STA e, por inerência, do Conselho Superior dos Tribunais Administrativos e Fiscais: um contribuinte declara que pagou pela sua casa 100.000 euros, mas o Fisco fixa-lhe o valor de venda nos 150.000 por considerar que este é o seu valor patrimonial tributário. Em termos de diferença de IMI a pagar, estão em causa cerca de 200 euros. Mas o caso é registado no tribunal por 150.000 euros (o tal valor processual) e não pelos cerca de 200 euros.



publicado por monge silésio às 09:58
Segunda-feira, 11 de Junho de 2012

Título da agência Lusa:

OCDE divulga hoje indicador que prevê eventuais futuras viragens no ciclo económico



publicado por monge silésio às 09:32
Domingo, 10 de Junho de 2012

...a propósito de autarquias...:

"...O sistema de gestão territorial, em que emerge a importância maior dos planos regionais de ordenamento do território, dos planos diretores municipais e dos designados planos especiais de ordenamento do território, não pode persistir no desconhecimento da realidade dos créditos verificados, hoje imparidades de dimensão significativa, devendo, no quadro da revisão dos instrumentos de gestão territorial designados, convergir na necessidade de redinamização do mercado imobiliário, dirigindo-se à potenciação de procuras não satisfeitas e ao estímulo de domínios estratégicos da economia portuguesa, devendo aprender a saber fazer, isto é, diferenciar o que não pode ser estimulado e o que deve ser reconsiderado face à necessidade de corresponder, enquanto sector instrumental, aos desafios colocados pela globalização competitiva, pela competição acrescida entre cidades, regiões e territórios económicos."
 
Fernando Seara no DN


publicado por monge silésio às 12:10
 
Junho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13
15

18
19
20
21
22
23

25
27
28
29
30